Performances

Performance, objetos, fotografias e aquarelas, 2019-2020. A performer mistura o rastro de realidade dado pelas fotografias antigas e histórias ancestrais, para falar sobre mulheres de ontem e de hoje que estão em constante risco, mas reagem e resistem ao mau tempo. Guarda-chuvas ganham formas improváveis e gestos performativos

Performance, filme curta-metragem, vídeo arte, objetos, fotografias e aquarelas, 2018-2020, na ação performativa uma mulher sustenta sua ancestralidade na cabeça. A performer leva sobre o ori um lugar de fala e ação. Subverte a rodilha como trapo insignificante e faz a própria coroação, com tecidos, fitas, sagrados. Caminha em direção a uma fonte, erguendo um balde, suportando um oceano, refazendo os passos da própria história.

Performance, vídeo arte, objetos, fotografias e aquarelas, 2010-2020. Inspirada em uma gravura de Francisco Goya,  temos assento” grita por outros significados. As mulheres têm buscado seus assentostem lutado por seu lugar na sociedade. Um jogo de equilíbrio, uma dança, onde um pequeno vacilo pode derrubar o almejado assento.